Como ter cidade sustentável sem destruir o meio ambiente?

depositphotos_7292315_m2015.jpg.jpeg

Há muito tempo que a discussão sobre a infraestrutura no Brasil se tornou acalorada. De um lado, parte do Governo e empresas dizem que o Brasil necessita de novas estradas, portos e usinas. de outro lado, os ambientalistas afirmam ser impossível executar esses grandes projetos sem causar enormes danos ao meio ambiente. Afinal, é possível melhorar a infraestrutura das cidades sem destruir o meio ambiente, criando uma cidade sustentável?

A Camargo Corrêa, uma das maiores construtoras aqui do Brasil, afirma que sim — hoje em dia é possível reduzir de maneira drástica as agressões ao meio ambiente na construção civil. Inclusive, a empresa desenvolveu um programa de redução de emissão de gás carbônico em suas obras que lhe garantiu o Prêmio ÉPOCA Mudanças Climáticas – Indústria, no ano de 2012.

Então, para entender como é possível ter uma cidade sustentável sem destruir o meio ambiente, continue lendo este post!

Opte pela aquisição de madeiras certificadas

Um recurso que vem se ampliando cada vez mais quando o assunto é sustentabilidade na construção civil são as madeiras certificadas — produtos que contam com o Selo Verde que é cedido pelo Conselho de Manejo Florestal – FSC. O Selo Verde é a garantia de que a matéria-prima adquirida provém de uma área de maneja sustentável, ou seja, uma área reflorestada explorada de acordo com regras ambientais e sociais.

A contribuição que esse tipo de produto pode oferecer ao meio ambiente é simplesmente imensurável. A linha desses produtos que contam com o Selo Verde é bem abrangente: são diversos tipos de madeiras que podem ser utilizadas nas mais diversas aplicações, tanto na construção civil como na marcenaria.

A madeira plástica, por exemplo, que é principal obra prima utilizada pela empresa Aquarela Plástica, é um material 100% sustentável que não agride ao meio ambiente, produzido exclusivamente de resíduos plásticos descartados pelas empresas — e melhor: não contém nenhuma substância tóxica como a madeira tratada, acabando com a contaminação do solo e das aguas subterrâneas.

Faça a escolha certa das empresas para realização dos empreendimentos

Cada empresa que constrói empreendimentos conta com seu engenheiro, com seus fornecedores e tem preferências pelos tipos de obras-primas. Algumas têm o foco em serem mais econômicas, outras de construírem empreendimentos mais luxuosos, enquanto outras ainda buscam ser mais corretamente ecológicas.

Se você procura tornar sua cidade mais sustentável, deve olhar bem para o que essas empresas que fazem a execução dos empreendimentos têm em mente, quais os tipos de materiais que utilizam e o que elas têm a oferecer quando o assunto é sustentabilidade.

Além de fazerem o uso de materiais sustentáveis, algumas também conseguem fazer uma melhor utilização da energia, da água e de outros recursos, outras ainda conseguem diminuir a emissão de gases poluentes, como a já citada Camargo Correa. Enfim, procure saber mais sobre as empresas e como elas podem contribuir para a sustentabilidade dos empreendimentos e da infraestrutura da sua cidade.

Busque projetos mais sustentáveis

Uma cidade sustentável começa pelo projeto. Por isso, busque por projetos que ofereçam um melhor aproveitamento dos recursos naturais, por exemplo, como a luz do sol para clarear ambientes durante o dia, ou o aproveitamento da água da chuva para utilização na limpeza, na irrigação e em outras funções onde é permitido o uso de água não potável.

Procure também por projetos que visem preservar o verde de sua cidade, protegendo as áreas verdes e evitando o desmatamento. Valorize áreas como parques e praças que, além de deixar a cidade mais bonita, ainda tornam o ar melhor e mais fresco com árvores e o verde!

E aí, o que você tem feito para tornar sua cidade mais sustentável e agradável? Compartilhe esse post nas suas redes sociais e mostre como é possível, sim, sustentabilidade e infraestrutura andarem de mãos dadas criando uma cidade melhor!

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

topo