Afinal, quais são os deveres do síndico?

afinal-quais-sao-os-deveres-do-sindico.jpeg

Quase todo prédio ou condomínio possui um síndico. Essa figura, eternizada na voz de Tim Maia, é responsável por fazer a administração predial e representar o condomínio. O que muitos condôminos ― e síndicos ― não sabem é quais são as tarefas que este cargo exige.

Pensando nisso, elaboramos esse post para te ajudar a conhecer os deveres do síndico, confira agora mesmo!

Quais são os deveres do síndico?

Representatividade

A principal tarefa de um síndico é representar o condomínio e ser a voz comum dos moradores. Esta representatividade pode se dar em diversas esferas, desde uma reunião da Associação de Moradores de bairro até mesmo diante de casos na justiça.

Em função desse viés político, é importante que um síndico dê voz aos moradores e seja o mais democrático possível em suas decisões, pois só assim ele poderá ser a voz plena de um conjunto de pessoas. Ao representar o condomínio, o síndico deve sempre zelar pelos interesses e o bem comum de todo o grupo e repassar de imediato qualquer informação que ele tenha decidido ao representar os condôminos.

Administração predial

Todas as melhorias pelas quais um condomínio pode passar devem ser geridas pelo síndico.

Por ser responsável pela administração predial, ele precisa cumprir procedimentos constantes no estatuto do condomínio, tais como convocação de assembleias para discussão de reformas e utilização de verbas, realização de orçamentos relacionados aos serviços que serão prestados no condomínio, contabilidade e contratação de funcionários.

Mediação de conflitos

Os condomínios possuem estatutos internos, que muitas vezes são elaborados em parceria com os demais moradores.

Estabelecidas as regras de convivência, torna-se dever do síndico fiscalizar o cumprimento dessas normas e mediar possíveis conflitos entre moradores (quando estes envolvem as regras do condomínio e não questões pessoais).

Em casos de desrespeito do estatuto, cabe também ao síndico estabelecer a punição para os infratores.

Combate à inadimplência

O controle orçamentário e o acompanhamento dos pagamentos das taxas de condomínio também fazem parte das tarefas de um síndico. Isso significa que em caso de inadimplência, é necessário que o síndico intervenha e lide com a situação da melhor maneira, a fim de garantir o fluxo de pagamentos e evitar constrangimentos.

É importante ressaltar que a questão da inadimplência é um tema delicado e deve-se evitar ao máximo criar situações desconfortáveis para os condôminos.

Além de todas as funções citadas acima, cabe ao síndico, ainda, zelar pela segurança dos moradores, o que significa que ele deve procurar as melhores soluções para garantir a tranquilidade dos condôminos, além de mapear áreas de risco, como escadas, e equipá-las com o máximo de segurança possível.

Soma-se a essa tarefa a documentação das contas, pagamentos e mensalidades e a organização de assembleias e reuniões extraordinárias com os demais condôminos.

E os direitos do síndico?

É comum que alguns moradores mais “espaçosos” se esqueçam de que, acima de tudo, o síndico também é um condômino e não uma central administrativa 24 horas. Isso significa que perturbações fora de horário e cobranças em demasia são situações que o síndico pode ― e deve ― evitar.

Como dissemos, o síndico também é um morador e possui os mesmos direitos que os demais. A única diferença é que este morador gasta parte das horas do seu dia na administração do condomínio, visando o bem-estar de todos.

Esses são alguns dos deveres do síndico. Deixe nos comentários a sua opinião sobre a administração do seu condomínio e, se você é síndico, compartilhe com os leitores um pouco da sua rotina e das tarefas pelas quais você é responsável!

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

topo